7 de agosto de 2010

MAM Salvador expõe Thomas Farkas em fotos e vídeos

Ensaio do Balé de Champs-Elysées
© Thomaz Farkas

Torcedores no estádio do Pacaembu, 1942
© Thomaz Farkas

Pessoas sobre a laje do edifício do Congresso Nacional, Brasília, 1960
© Thomaz Farkas

O Museu de Arte Moderna (MAM) da Bahia, em Salvador, recebe a mostra "Thomaz Farkas: o tempo dissolvido". A exposição reúne fotografias, filmes e objetos pessoais do fotógrafo húngaro residente no Brasil desde a década de 1930.

Um dos principais destaques da mostra é a série de fotografias coloridas da cidade de Salvador. Nas imagens da década de 1970, lugares como o Mercado Modelo, a Avenida Sete de Setembro e o bairro Alagados.

Thomaz Farkas nasceu em 1924, na cidade húngara de Budapeste e veio com a família para o Brasil em 1930, constituindo residência em São Paulo (SP). Seu pai foi um dos fundadores da empresa de equipamentos fotográficos Fotoptica e isso facilitou Farkas na iniciação das experiências fotográficas.

Em 1942, Farkas, ainda adolescente, já era associado do Foto Cine Clube Bandeirantes, participando de salões nacionais e internacionais. Ele também foi o primeiro produtor de filme cultural no Brasil e sua obra cinematográfica é considerada singular em valorização do povo, mestiçagem e brasilidade.

Serviço:

"THOMAZ FARKAS - O TEMPO DISSOLVIDO"

Quando: de 2/8 a 3/10
Onde: Museu de Arte Moderna (MAM) da Bahia (av. Contorno, s/n - Cidade Baixa - Salvador)
Entrada gratuita