25 de março de 2011

Morre o fotógrafo Thomaz Farkas

O fotógrafo Thomaz Farkas, 2006
© João Sal

O fotógrafo Thomaz Farkas morreu sexta-feira (25/03), aos 86 anos. De acordo com o boletim médico a causa foi falência múltipla de órgãos.

Ele ficou 21 dias internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e após ter alta, na manhã da sexta (25), faleceu em casa às 18h.

Nascido em Budapeste, Hungria, Farkas se mudou para o Brasil nos anos 1930. O seu pai foi um dos fundadores da rede Fotoptica, que iniciou a venda de equipamentos fotográficos no país. Farkas assumiu a direção da empresa após a morte do pai, nos anos 60, e ficou à frente da empresa até 1997.

Farkas teve grande destaque, sobretudo, no cenário artístico nacional, como fotógrafo, professor, diretor e produtor de cinema.

Ao lado de Geraldo de Barros (1923-1998) e German Lorca, ele participou do Foto Cine Clube Bandeirantes, grupo que retratou a urbanização do país na década de 50 e que se destacou pelas imagens construtivistas.

Entre 1964 e 1972, ele realizou um projeto conhecido como Caravana Farkas, uma série de documentários sobre a cultura popular no interior do Brasil. Participaram do proejto Eduardo Escorel, Maurice Capovilla, Geraldo Sarno, entre outros.