30 de agosto de 2011

Exposição x Avaliação x Recordação

© Arquivo pessoal da família Gaddafi

A leitura superficial de imagem divulgada, estrategicamente, pela mídia no dia 30 de agosto de 2011, encaminha os olhares "menos atentos" a uma combinação de relações negativas frente ao governo de Cuba.

É necessário não cair em certas armadilhas e evitar comparações equivocadas. Os indícios de conspiração são mais que evidentes.

Interessante perceber o direcionamento que a legenda da imagem impõe sobre a leitura imagética. Assim diz a legenda:

"Ditador Gaddafi (dir.) com o líder cubano Fidel Castro , em foto sem data definida retirada de coleção encontrada na casa do líder líbio, em Trípoli, na Líbia. Tyler Hicks, fotógrafo do jornal "The New York Times", encontrou o álbum de fotos no porão da fortaleza bombardeada de Gaddafi, em Bab al-Aziziya, em Trípoli."

Parafraseando Baudrillard, para uma sociedade deliciosamente a beira de um colapso, de uma profunda "transmutação de valores", a estratégia de divulgação desta fotografia é mais que um atentado terrorista.